“Imagine o passado e lembre-se do futuro”


Recentemente, assisti no Netflix “ILLANG: a Brigada Lobo”. Trata-se de um filme de ação sul-coreano, com direito à superpoderes e muito jorrar de sangue. Longe de mim ser crítico de filmes, porém não o assistiria novamente. Um mero passatempo despretensioso que me intrigou – profundamente – por conta da frase ao desfecho da obra de ficção cinematográfica que veio a tornar-se caput deste artigo.

Pesquisei no “oráculo” sua autoria, sem sucesso. O filme credita a referida frase: “Imagine o passado e lembre-se do futuro” ao britânico Lewis Namier.

Quão sagaz e desafiadora a aparente inversão dos sentidos. Imaginar… remete-nos a criar da maneira que quisermos. Lembrar… envereda por tentar se ater ao que se revela relevante. O passado é liberto pelo devaneio do repensar e refletir; o futuro é impositivo pela vontade indelével do destino. O passado se constrói e reconstrói, conforme a perspectiva do momento atual; o futuro nasce pronto e acabado, tá lá… podes crer. O passado será nebuloso, o futuro já foi lapidado: admire-o e aproveite-o.

Estranho! Ainda não ficou claro? Também, fiquei confuso diante de tamanho contraditório.

Pois então, vejamos! Observe a limitação do retrovisor quanto ao ângulo de abertura e sua exígua disponibilidade de tempo e espaço para analisá-lo. Agora à frente, contigo ou “sentigo”, no mais amplo espectro, com certeza há de se desenrolar a jornada, mesmo que seja enigmática.

Portanto, se liga na ideia óbvia por vezes negligenciada, o que tens pela frente é muito mais significativo do que aquilo que ficou para trás.

“Se te sentares no caminho, senta-te de frente… Embora tenhas de ficar de costas para o que já percorreste”Proverbio chinês.
Tags , , , , , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Mario Câmara

Lema: "Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje, mas continue em frente de qualquer jeito." Martin Luther King Jr.

Os comentários estão desativados.