O dono da bola-urna

Tenho um amigo Coronel – bem mais antigo – que coadunávamos quanto ao gosto de jogar, às vezes, uma partida de futebol de salão, no horário de treinamento físico militar (TFM). Até aí, nada demais, senão em razão da peculiaridade das regras pré-estabelecidas aos participantes da atividade. De antemão, todos sabíamos que diante de um…

Leia Mais

Cambada de sempre

Não se trata de ufanismo mas o povo brasileiro é extremamente aquinhoado com seus ditados populares, salvo nos dizeres da Bandeira Nacional que sofreu um escorregão de retidão. Observando a nossa breve história nacional, considero ser o mantra da nossa elite – social, econômica e política – o seguinte provérbio: “quem parte e reparte e…

Leia Mais

Guerra na Ucrânia

– Autora: Ana Maria Cemin Guerra nuclear? Talvez!? Desde 5ª feira, tenho dedicado várias horas para ouvir, ler e assistir comentários diversos sobre a invasão da Rússia na Ucrânia, seja por ter sido tocada pela dor do povo ucraniano ou pela necessidade de avaliar o quanto isso impacta as nossas vidas. Nunca é uma coisa…

Leia Mais

Somos amigos até na loucura

E aí galerinha... TUDO CERTO!?

De perto ninguém é normal! Ou melhor, como todos sabemos, de louco todo mundo tem um pouco. A irrazoabilidade e a racionalidade costumam ocupar, respectivamente, cada ombro – comichando as orelhas – do vivente. O mais bonito disso tudo é observar como os loucos se entendem e se identificam. Na verdade, mais que isso, eles…

Leia Mais

Metamorfose ambulante

Após a escolha do título deste artigo, o primeiro exercício foi buscar o seu antônimo. Não sei se fui feliz no resultado alcançado, mas numa reflexão livre cheguei à alcunha adversa: “bitolado(a) entediante”. Acho o máximo a letra do Raul Seixas na composição: “Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante. Do que ter aquela velha opinião…

Leia Mais

Farra no chiqueiro

Não falo mais de pandemia, cansei! Tá ruim também falar do nosso presidente, que depois de ser tocado pela varinha de condão da fada Temer, não tem mais promovido tretas dignas de registro. Em público, apenas fez uma gravação se dizendo bom moço na COP26, um “pisãozinho” no pé de uma estadista europeia, uns recorrentes…

Leia Mais

Liberdade & Responsabilidade

Vamos lá, hoje … 7 de setembro de 2021, data patriótica: Dia da Independência do Brasil! A galera lá fora se manifestando e fazendo flamular a bandeira da liberdade. Isto é formidável, contanto que não esqueçam a máxima: “tudo quanto aumenta a liberdade, aumenta a responsabilidade”. É interessante esta frase pois ousa ofuscar a liberdade,…

Leia Mais

Malandro é malandro, mané é mané!

Vamos ver se eu faço esta introdução com todo jeitinho para não afrontar convicções. O fato é que, de maneira geral e infelizmente, o brasileiro faz questão de tomar para si o qualitativo de malandro, característica própria daquele que não trabalha, que lança mão de recursos “engenhosos”, frequentemente condenáveis, para tirar vantagem e se atirar…

Leia Mais

Esticando a corda …

É galera … o jogo democrático anda extremamente “bruto e sujo”, somente cogita-se acusar transgressão quando a voadeira, com os dois pés, atinge do pescoço pra cima. Fala-se muito de se manter a peleia dentro das quatro linhas delimitadas pelas regras pétreas da Carta Magna; mas cá entre nós, o espetáculo estende-se até a arquibancada…

Leia Mais

Meu malvado favorito

Minions da polarização

Olha… a coisa tá tão feia que temos que levar meio que na brincadeira. A ideia desse desenhinho animado é mostrar que mesmo os seres mais abomináveis possuem, lá nas profundezas, uma réstia de bom coração. Eu até gostaria de ter esta esperança, mas tem gente que já nasceu “cobra” (tem sangue frio nas veias)…

Leia Mais